ATÉ QUE IDADE A CRIANÇA PODE FALAR ERRADO?

Oi, gente! Hoje venho trocar uma ideia com vocês sobre a linguagem da criançada! É muito importante que pais e responsáveis estejam atentos e não incentivem “o falar errado” dos pequenos, demonstrando estar achando bonitinho e engraçado como a criança esta falando. Essa atitude só reforça para a criança que ela está no caminho certo, e sabemos que o caminho certo não é esse, né?! 

Cada troca de sons na fala é esperada até determinada idade. Os sons mais fáceis para a criança falar, são aqueles onde apenas os lábios trabalham: “p”, “b” e “m”. As primeiras palavras que os pequenos falam, normalmente, são “mama” e “papa”, pois aprendem ao verem seus pais falando. Sons curtinhos, como o “t”, “d”, “q” aparecem em seguida. Os sons “s” e ”f” são mais difíceis de serem reproduzidos.

As crianças costumam simplificar a fala e fazem trocas para facilitar a pronúncia, como na palavra “sapo” por “papo”. Esse tipo de troca deve ser eliminado até os dois anos e meio. Os últimos sons que os pequenos adquirem são os encontros consonantais (onde existe a junção de duas consoantes), tipo “princesa”, “creme”, pluma”. É preciso que os pais fiquem atentos à fala dos filhos, e procurem um especialista para esclarecer dúvidas quanto ao processo. Muitos fatores podem estar por trás das alterações na fala, como uso prolongado de chupetas, hábitos deletérios, consistência do alimento ingerido, respiração oral, entre outros.

Cuidar dos ouvidos, e de possíveis infecções é muito importante, pois para falar bem, precisamos ouvir bem. A preocupação deve surgir caso a criança atinja os quatro anos e meio e não possua ainda uma fala inteligível. Após essa fase, a criança pode vir a ter problemas caso continue falando errado, podendo afetar até a sua escrita. Um erro muito comum que acontece, são adultos comunicando-se de uma maneira infantilizada com as crianças. Afinal, os pequenos repetem o que ouvem. É a fala do adulto, correta, que permite que a aquisição da linguagem progrida. O fonoaudiólogo é o profissional que vai avaliar e diagnosticar as causas da dislalia (dificuldade em articular corretamente as palavras).

Fique de olho na linguagem do seu filho e procure um profissional para sanar todas as dúvidas nesse processo!

Até o próximo post! Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *