A CAPOEIRA NA INFÂNCIA

Oi, gente! Hoje vamos falar sobre uma atividade física considerada completa! A Capoeira! O resultado dessa prática pelas crianças possibilita que nossos pequenos tornem-se mais desinibidos e tenham mais segurança em si mesmos. Bacana, né? A Capoeira na infância só traz benefícios. E, não são poucos esses benefícios!  Tomara que o desejo de Maricota é ter aulas de Capoeira por muitos anos! Confira aqui tudo o que a prática proporciona!

Atividades corporais que estimulam e aprimoram condutas psicomotoras, tais como: equilíbrio, lateralidade, estruturação espacial, relação espaço-temporal, coordenação motora, ritmo, agilidade, são habilidades que estão sempre presentes em uma aula de Capoeira. Atividades musicais, onde há a estimulação da linguagem oral através dos cantos de capoeira são atrações que despertam muito interesse pelos praticantes, além da vivência e do aprendizado de instrumentos como berimbau, pandeiro, atabaque, agogô e reco–reco. Esses instrumentos são o máximo! 

Outros aspectos que também são trabalhados durante a prática da capoeira na infância são a criatividade, autoestima, disciplina e interação social. Muita coisa, né gente?! E é impressionante a evolução dos pequenos durante um ano de aulas de capoeira!

O esporte não é violento e também não estimula a violência. Importante ressaltar que a Capoeira não gera nenhuma frustração com relação à competição, pois o objetivo a ser alcançado é sempre o da autossuperação e não da superação sobre os indivíduos do grupo. Na minha opinião, como mãe, isso é o mais bacana de tudo! Vivemos em um mundo competitivo, onde um quer ser melhor do que o outro e, desde muito pequenas as crianças estão inseridas nesses contextos competitivos. Uma prática onde esse “conceito” não é estimulado é bom demais!

Desde bem pequenas as crianças podem iniciar no esporte. A prática da Capoeira na infância deve ser sempre prazerosa e divertida, pois quando os pequenos aprendem brincando, tudo fica mais fácil! Ano passado, foi o primeiro ano que Maricota praticou capoeira, ela e seus colegas passaram pelo primeiro estágio da graduação, o Batismo! É um momento importante e especial, onde o aluno deixa de ser iniciante e esta apto à seguir em frente! Agora em novembro, Maria Clara finalizou as aulas desse ano e, como costume na prática, existe a troca de Cordel. A “formatura” foi um amor! Pais e filhos jogando juntos e aprendendo um pouco mais sobre os movimentos da Capoeira. Espia só alguns clicks desse dia!! 🙂

Já curtiu a página do Fala Maricota no Facebook? clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *